A fundação das igrejas cristãs mais importantes no mundo e no Brasil

Veja abaixo uma lista da fundação das igrejas mais expressivas e seus fundadores, que professam a fé cristã no mundo e no Brasil.


Algumas igrejas conhecidas não aparecem na lista por terem pouca expressão histórica e de membros, bem como outras em que suas doutrinas não reconhecem a divindade de Cristo, portanto, não podem ser consideradas 100% cristãs.chartCristã Primitiva: apóstolos e seus discípulos, no ano 30 em diante;

Igreja Católica Apostólica Romana: em 325 por Constantino, através do Concílio de Niceia (veja outras denominações católicas aqui);

Luterana: por Martinho Lutero em 1524;

Anglicana: pelo rei Henrique VIII em 1534;

Presbiteriana: por John Knox em 1560;

Batista: por John Smith em 1609;

Metodista: por John Wesley em 1739, ao separar-se dos anglicanos;

Adventista do Sétimo Dia: por Helen White em 1863;

Congregação Cristã do Brasil: fundada por Luigi Francescom em 1910;

Assembleias de Deus: origem no despertar pentecostal de 1906 nos EUA, sendo reunida como Assembléia em 1914 por união de várias igrejas. No Brasil em 1911, em Belém;

Igreja do Evangelho Quadrangular: pela missionária canadense Aimeé S. McPathersom na década de 20;

Deus é Amor: por David Miranda em 1962;

Cristã Maranata: por Manuel de Passos Barros em 1968;

Universal do Reino de Deus: por Edir Macedo em 1977;

Internacional da Graça de Deus: por Romildo Ribeiro Soares (mais conhecido como Missionário R.R. Soares) em 1980;

Apostólica Renascer em Cristo: por Estevan Hernandez em 1986;

Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra: por Robson Rodovalho e Maria Lúcia Rodovalho em 1992;

Igreja Mundial do Poder de Deus: por Valdemiro Santiago em 1998;

Bola de Neve: por Rinaldo Luís em 2000.


Nota: O mais importante do que saber a respeito da criação das igrejas/denominações, é entender que você, eu, nós, somos Igreja. O mais importante para Deus não é um templo feito por mãos humanas e que pode desmoronar a qualquer momento, para Deus o mais importante é o Templo do Espírito Santo que é você.

Raciocine sobre isto!

 


Imagem fonte: Reprodução Google

Avalie este artigo

5 comentários em “A fundação das igrejas cristãs mais importantes no mundo e no Brasil

  • 29 de julho de 2016 em 6:28 PM
    Permalink

    Boa noite, gostaria de saber porque é que a Igreja do NAZARÉ Não consta da lista o que tens a dizer acerca desta Igreja.

    Resposta
    • Raciocínio Cristão (editor)
      29 de julho de 2016 em 8:17 PM
      Permalink

      Olá querida, boa noite! Como dissemos no próprio texto, algumas igrejas conhecidas não aparecem na lista por terem pouca expressão histórica e de membros, bem como outras em que suas doutrinas não reconhecem a divindade de Cristo, portanto, não podem ser consideradas 100% cristãs. Talvez essa que você disse se enquadre nessa questão… mas não é por mal, ok?

      Abraços e fique com Deus.

      Resposta
  • 24 de novembro de 2016 em 3:46 PM
    Permalink

    Se Constantino criou a Igreja Católica, o q aconteceu aos centenas de milhares de cristãos q existiam naquela época? Foram arrebatados ou exterminados por esse imperador do mal, satânico e criador da grande prostituta?

    Não! Constantino se tornou cristão, membro da Igreja instituída por Cristo e como imperador (jamais se fez papa), eliminou as perseguições, autorizou reuniões públicas, templos e pavimentou o evangelho a todo o mundo habitado na época em consonância com a ordem de Cristo.

    Essa liberdade permitiu q por duzentos anos, fosse elaborado o Cânon bíblico, sim, exatamente essa mesma Bíblia q vcs tem em mãos, da qual devem àquela a quem se referem como a prostituta, blasfemando assim, contra a noiva de Cristo e ao Espírito Santo que inspiraram essa Igreja, porém, não enxergam um palmo além dos próprios narizes a verdade, pq não há verdade em vcs. Se o próprio satanás quis bancar uma de exegeta interpretando as escrituras à Cristo, q dirá então as inspirações q vcs possuem da qual se divide em dezenas de milhares em conflitos!?

    O evangelho q pregam está tão distante do evangelho de Cristo, q qd se deparam com o verdadeiro evangelho ou com o verdadeiro Cristo, o rejeitam furiosamente, pois, amam os espantalhos de Cristo q criaram cada qual para si, para justificarem as mais de 50.000 ‘denominações’ diferentes, contradizentes e desunidas da única e verdadeira fé e batismo duas vezes milenar autorizado por ninguém mais, por aquele q morreu na cruz e não por um presunçoso qq q não sabe o q significa uma cruz, mas tira seu sustento dela!

    Resposta
    • Raciocínio Cristão (editor)
      24 de novembro de 2016 em 4:58 PM
      Permalink

      Olá João, tudo bem?

      Engraçado sua resposta porque ela dá impressão de que somos protestantes. Você sabe se toda nossa equipe é? O site em si é ecumênico, tem espaço para todos. Mas não podemos deixar de colocar “os pingos nos is”.
      Bom, para responder seu questionamento e sua torcida pela Igreja Católica, gostaria de lhe informar que sim, a Igreja Católica Apostólica Romana como “instituição” foi formada ou pelo menos instituída após o concílio de Niceia. O que existia antes disso era a chamada igreja primitiva, mas os teólogos católicos gostam de chamar simplesmente de Igreja Católica, pois este segundo nome (καθολικός em grego) significa “Universal”, então ficaria assim: Igreja Universal.
      Isso passa a impressão de que a Igreja Católica como instituição já existia desde a época dos apóstolos, mas não é assim e essa nomenclatura causa essa confusão mesmo.
      Só pra te informar irmão, a Igreja Católica também possui outras denominações, não tantas quanto as protestantes como você bem disse, mas existem algumas dezenas.
      Outra coisa, neste site nunca nos referimos a Igreja Católica como “prostituta”, não sei de onde o irmão tirou essa ideia. Até por que a igreja prostituta não é uma denominação, mas sim uma simbologia de um sistema religioso “anticristo” que leva embora cativos os que se prostituem com ela, ou seja, se deixam levar por esse sistema. No mesmo sentido, a Noiva de Cristo é uma simbologia de um povo que aceita o sistema de Jesus, que faz Sua vontade, não é uma denominação, seja católica, protestante, ou qualquer outra. Entende?

      Bom, fique na paz de Cristo e que Deus te abençoe e te guarde. Abraços

      Resposta
    • 24 de novembro de 2016 em 5:08 PM
      Permalink

      Constantino foi quem blasfemou o Caminho da Verdade ao criar essa religião cheia de idolatria. E sim ele se fez papa ao se intitular Pontifici Maximus. Ele nunca se converteu, apenar transformou o império político em religioso. Ou por acaso você ouviu falar sobre a queda de Roma? Não. Antes temos a “igreja” católica apostólica ROMANA.
      Constantino só usou os seguidores do Messias para sua frente de batalha contra o general Maxêncio, prometendo homologar esse culto ao já inchado panteão dele. Ele só mudou os nomes dos ritos, mas continuaram a ser pagãos.
      O que no paganismo eram deuses menores tornaram-se “santos”. O deus pagão Mitra passou a se chamar Jesus. Enfim… só não acredita quem não quer.
      “…o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos humanas…”(Atos 7:48).

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *