Quem é O Anjo do SENHOR?

Esse assunto é pra lá de intrigante e ao mesmo tempo muito revelador, pois ao que tudo indica, mostra que o Filho de Deus já estava presente em meio ao Seu povo mesmo antes da sua encarnação.chartA Bíblia não fala diretamente que Jesus era o Anjo do SENHOR, porém, sabemos que em muitos casos ela não relata claramente sobre determinados assuntos, mas podemos entender em muitos textos interpretativos que Jesus era O Anjo do SENHOR.

Primeiro, temos que entender o que a palavra “Anjo” significa:

Em hebraico: מַלְאָךְ, malach, “mensageiro”

Em grego ἄγγελος, ággelos, “mensageiro”

Em latim angelus “mensageiro”

O Anjo do SENHOR, portanto, é “O Mensageiro do SENHOR“. Logicamente que estamos nos referindo apenas ao “O Anjo do Senhor“, pois existem diferenças quando a Bíblia fala de anjos.

O “artigo” faz toda a diferença

Exemplo: Quando a esposa vai a uma loja de roupas com o marido e escolhe um vestido diferenciado (que é caro também), o marido logo questiona: “mas porque você não escolhe um desses outros vestidos que são tão bonitos quanto esse e mais baratos?“. E a esposa responde: “porque este não é um vestido, é ‘O vestido’

Viram como o artigo “O” representa uma grande diferença de importância e separação? Pois é a mesma coisa na Bíblia. Quando vemos o artigo definido “O” antes da palavra “Anjo“, está sendo declarado que se trata de “Um Ser Único“, ou seja, que este Anjo (mensageiro) é diferente, em termos de importância, sem comparações com os demais anjos. Além disso, mesmo quando não aparece o artigo “O”, o adjetivo substantivo iniciado em letra maiúscula, ou seja, “Anjo” ao invés de “anjo” denota uma importância maior ao mensageiro em questão.

Essas aparições de Jesus em forma humana aos seres humanos são conhecidas na teologia como “cristofania” ou “teofania“, sendo esta última usada em termos gerais para “Deus”.

Como dito anteriormente, há referências no Antigo e Novo Testamento sobre anjos, mas apenas no Antigo testamento é que vemos claramente aparições do Anjo do SENHOR, e de que:

a) Ele identifica-se como Deus;

b) Fala como Deus e

c) Exercita as responsabilidades de Deus.

No Novo Testamento não vemos menção alguma sobre aparições do Anjo do SENHOR. Obviamente porque Jesus já havia encarnado, isso reforça ainda mais a ideia de que o Anjo do Senhor era a representação de Jesus nos tempos antes dEle nascer como humano.

Aqui estão alguns textos onde O Anjo do SENHOR aparece: Gênesis 16:7-12; Cap.18; 22:11-18; Êxodo 3:2-18; Juízes 2:1-7; 6:11-24; 13:3-22; Zacarias 3:1-7.

Em Gênesis 32:24-30 há um relato que não usa a expressão “O Anjo do SENHOR” mas a expressão “um homem”, que logo no decorrer do texto, o próprio “homem” disse a Jacó com quem este estava lutando e então Jacó percebeu que era o próprio Deus (O Anjo do SENHOR) manifesto em forma humana.

Nota: há um problema com traduções dos escritos originais bíblicos para as línguas latinas, como o português, onde em alguns casos o artigo definido “O” se encontra em minúsculo, mas ao ler o decorrer do texto, entende-se pela forma que o Anjo fala ou age (como explicado nas letras “a, b, c” acima), que se trata de uma cristofania, como também foi explicado anteriormente. Na versão para o português da Bíblia King James (traduzida do Inglês), essas discordâncias são regularizadas.

Como saber a diferença entre um anjo comum e O Anjo do SENHOR?

A resposta é simples: o anjo comum não aceita adoração, não aceita ser chamado de SENHOR (ver Apocalipse 19:10), pois segundo a própria Bíblia, eles são

“espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação.” Hebreus 1:14.

Jesus Se declarou como sendo existente “antes de Abraão” (João 8:56-58) e Ele não disse isso somente para mostrar que era mais importante que Abraão ou que era Deus, mas que já estava manifesto ao mundo. Em qualquer um dos casos, se O Anjo do Senhor era uma aparição do Cristo pré-encarnado (cristofania), ou uma aparição de Deus Pai (teofania), é muito provável que a frase “Anjo do Senhor” identifica uma aparição física de Deus.

Mas sabemos porém, que a teofania (que seria a revelação do Deus Pai ao ser humano) não seria possível pelo que o próprio Jesus revelou em João 1:18

“Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.”

Jesus diz claramente que Ele é o Deus revelado (parte da trindade divina) ao homem. Em 1ª Timóteo 6:16 também diz claramente que ninguém jamais viu a Deus.

Então, podemos concluir pelo resumo aqui descrito no artigo (dizemos resumo, pois este assunto é bem extenso), que todas as interpretações direcionam para um denominador comum:

O Anjo do SENHOR era Jesus Cristo se manifestando ao homem antes da sua encarnação, ou seja, o Deus que se manifestava ao homem para declarar-lhe Sua integridade, Sua pessoa, Seu caráter, Sua presença, Sua preocupação, “SUA MENSAGEM” que foi completada por sua encarnação em forma humana para que pudéssemos entendê-Lo como Ele é, porque se fez como um de nós, em todos os aspectos. João 1:1-18.

 


Imagem fonte: Reprodução Google

Quem é O Anjo do SENHOR?
6 votos até agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *