A travessia do Mar Vermelho – Fato ou Ficção?

Será que o relato bíblico sobre a abertura do mar e a travessia do povo judeu por ele, presente no livro do Êxodo 14:16 em diante, é verdadeiro?

E se for, que evidências existem deste relato? Será este um relato literal, isto é, fato? Ou será invenção dos judeus, isto é, ficção ou mito?chartNão são poucas as vezes que nos deparamos com esse questionamento sobre a veracidade do relato do livro de Êxodo na Bíblia. É óbvio que devido ao tempo longínquo onde ocorrera esse fato, realmente carecem muitas evidências, pois poderiam ter sido perdidas no decorrer da história, além do mais é sabido que os egípcios não costumavam declarar suas derrotas (como foi a saída forçada do povo hebreu escravo das terras egípcias).

Pouco foi feito pelos pesquisadores para encontrar quaisquer evidências que poderiam aparecer, pois isso, aos olhos dos céticos (que são a maioria dos pesquisadores), sempre foi um relato mítico e não uma historicidade, um acontecimento literal.

Mas isso está mudando aos poucos, e novas perspectivas estão aparecendo sobre esse fato impressionante e milagroso citado na Bíblia. Será que o povo judeu realmente atravessou o mar vermelho? e será mesmo que esse mar se abriu? O que existe de evidência disso?

Um estudioso chamado Ron Wyatt resolveu comprar essa “briga” e procurar por evidências mais concretas a respeito da famosa travessia do mar vermelho. O que ele encontrou já vem chocando muita gente mundo afora, principalmente os céticos, mas como essa notícia não é muito agradável aos que duvidam da historicidade bíblica, pouco foi feito para que esses “achados” fossem publicados pela mídia em geral.

Você que lê os artigos neste site, pode perceber que esses temas não são abordados nas grandes mídias ao redor do mundo. Quando foi a última vez que ouviu falar de “evidências sobre a travessia do povo judeu pelo mar vermelho” na TV, Rádio, Internet ou alguma grande mídia?

Abaixo relacionamos um pouco do que foi encontrado por Ron Wyatt, e descrito por ele:

Geografia do local onde ocorreu o êxodo hebreu do Egito em direção à Canaã
Geografia do local onde ocorreu o êxodo hebreu do Egito em direção à Canaã
Rota do Êxodo hebreu
Rota do Êxodo
Praia de Nuweiba / Golfo de Aqaba - Destaque em vermelho a ravina que conduzia o povo hebreu para a única saída: a praia de Nuweiba
Praia de Nuweiba – Em vermelho a ravina que conduzia o povo hebreu para a única saída: a praia de Nuweiba
Verificando as medidas de profundidade em um sonar, Ron Wyatt descobriu uma ponte de terra sub-aquática exatamente entre a praia de Nuweiba e o lado saudita.
Verificando as medidas de profundidade em um sonar, Ron Wyatt descobriu uma ponte de terra sub-aquática exatamente entre a praia de Nuweiba e o lado saudita.

travessia-no-mar-vermelho-aconteceu-e-est-provado-18-728

wpe78
Wyatt desceu ao fundo do local e encontrou evidências nunca antes vistas por nenhum pesquisador
Em 1978, Ron Wyatt em seu primeiro mergulho no local, encontrou partes de uma charrete. Estas não estavam em perfeitas condições e exigiu um exame cuidadoso para ver exatamente o que eram. Elas estavam cobertos de coral, o que tornava difícil vê-las claramente.
Em 1978, Ron Wyatt em seu primeiro mergulho no local, encontrou partes de uma charrete. Estas não estavam em perfeitas condições e exigiu um exame cuidadoso para ver exatamente o que eram. Elas estavam cobertos de coral, o que tornava difícil vê-las claramente. Os corais que se formaram nas partes durante muitos anos agiram como conservantes naturais, preservando aquelas partes mais resistentes, como as rodas de ouro.
Roda e Eixo da charrete cobertos por corais. Êxodo 14:25 - Fez que as rodas dos seus carros começassem a soltar-se, de forma que tinham dificuldades em conduzi-los.
Roda e Eixo da charrete cobertos por corais. Êxodo 14:25 – Ele travou as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade.
Charrete adornada em ouro que foi encontrada no túmulo do faraó Tutancamon. Acredita-se que as charretes do faraó e oficiais do Egito na época do Êxodo eram muito parecidas com esta.
Charrete adornada em ouro que foi encontrada no túmulo do faraó Tutancamon. Acredita-se que as charretes do faraó e oficiais do Egito na época do Êxodo eram muito parecidas com esta.
Ainda em 1978, quando Ron visitou pela primeira vez a área da praia com seus dois filhos, eles encontraram uma coluna de estilo fenício deitada no extremo sul da praia. Parcialmente na água, as inscrições tinham sido erodidas. Ron mostrou a coluna aos soldados que patrulhavam a praia. A próxima vez que ele voltou, ele descobriu que eles tinham movido a coluna e a ergueram sob concreto. Ele encontrou outra coluna correspondente do outro lado da passagem e com base em uma inscrição nesta outra coluna, Ron acredita que o rei Salomão foi quem ergueu estas colunas em honra do Senhor e dedicou-lhes o milagre da travessia do mar.
Ainda em 1978, quando Ron visitou pela primeira vez a área da praia com seus dois filhos, eles encontraram uma coluna de estilo fenício deitada no extremo sul da praia. Parcialmente na água, as inscrições tinham sido erodidas. Ron mostrou a coluna aos soldados que patrulhavam a praia. A próxima vez que ele voltou, ele descobriu que eles tinham movido a coluna e a ergueram sob concreto. Ele encontrou outra coluna correspondente do outro lado da passagem e com base em uma inscrição nesta outra coluna, Ron acredita que o rei Salomão foi quem ergueu estas colunas em honra do Senhor e dedicou-lhes o milagre da travessia do mar.
Inscrições hebraicas e petróglifos de vacas e touros encontrados do lado Árabe (Arábia Saudita) por Ron Wyatt. Ele acredita que elas foram feitas durante a passagem do povo durante o Êxodo.
Inscrições hebraicas e petróglifos de vacas e touros encontrados do lado Árabe (Arábia Saudita) por Ron Wyatt. Ele acredita que elas foram feitas durante a passagem do povo durante o Êxodo.

 

Como visto acima, existem sim evidências de que houve um Êxodo como é relatado na Bíblia, porém, Ron Wyatt aguarda conseguir recursos mais avançados para conseguir encontrar mais evidências nos locais onde a Bíblia descreve que o povo hebreu passou.

 

Fonte: Wyatt Archaeological Research Museum

Avalie este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *