Notícias: Israel denuncia que dinheiro da ONU foi usado para patrocinar terrorismo

Notícia de 12 de agosto de 2016


O governo israelense está denunciando mais uma vez que dinheiro de organizações humanitárias enviado para a Palestina acabou financiando o terrorismo do Hamas.

Nas últimas semanas foram presos dois homens que desviaram verbas destinadas a programas de educação e alimentação.chartO Serviço de Segurança Interior de Israel, chamado de Shin Bet, vem investigando denúncias há dois anos. Semana passada prenderam Mohammad El Halabi, que dirigia os programas da ONG cristã norte-americana Visão Mundial em Gaza. Segundo foi noticiado, ele começou a trabalhar para ONG em 2005, como parte de um plano de desviar fundos para o Hamas, grupo do qual ele é sabidamente membro.

Seriam dezenas de milhões de dólares que, segundo o governo de Israel, foram usados para comprar armas, cavar túneis e patrocinar atividades militares dos palestinos contra os israelenses. Uma parte foi usada para pagar salários de seus líderes. A Visão Mundial nega e diz que tem mecanismos internos para evitar isso.

Esta semana o Shin Bet anunciou o indiciamento de um trabalhador palestino do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Ele também é acusado de ter favorecido o Hamas. O engenheiro Waheed Abdallah Borsh, de 38 anos, era encarregado de projetos de reconstrução na Faixa de Gaza.

A investigação aponta que Borsh usou os recursos da PNUD “para servir aos interesses militares do Hamas”. Isso resultou na construção de um píer militar no norte da Faixa, para uso das forças navais do grupo islamita. O acusado confessou nos interrogatórios que realizou atividades que ajudaram o grupo que controla politicamente a região. Ele também apresentou detalhes sobre túneis e bases militares do Hamas. Denunciou outros funcionários de organizações humanitárias de cooperarem com o movimento.

A denúncia mais grave foi em relação ao seu próprio pai, Halil El-Halabi, que foi diretor da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA). Ele também é membro do grupo terrorista e teria usado a posição para beneficiar seus aliados.

O caso continua sendo investigado pelas autoridades israelenses. A ONG inglesa Save The Children também pode ter um funcionário envolvido [1]. A organização nega essa possibilidade, mas está fazendo uma auditoria interna.

De acordo com a acusação, Halabi admitiu ter recrutado em 2014 um funcionário daquela ONG para se juntar as Brigadas Ezzedine al-Qassam ala militar do Hamas. O homem que não teve seu nome divulgado era responsável por dois programas com crianças que tinha orçamento de US$ 2,5 milhões. Ele também serviria de “elo de ligação” com a USAID, Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional – um órgão do governo americano.

O elemento mais surpreendente é que o Hamas é reconsiderado como organização terrorista pelos Estados Unidos. União Europeia e Israel também possuem provas disso, embora o grupo afirma ser apenas político.

O embaixador de Israel nas Nações Unidas, Danny Danon fez um apelo:

“Este não é um caso isolado, mas uma alarmante tendência de exploração sistemática das agências das Nações Unidas por parte dos terroristas do Hamas”.

Ele pede que a ONU implemente

“mecanismos rígidos de supervisão para que não continue sendo explorada pelos impiedosos terroristas que têm como único objetivo matar os judeus e destruir o Estado de Israel”. [2]

 

Referências:

[1] Save the Children says probing claim employee recruited by Hamas

[2] UN vows ‘thorough review’ after Israel says staffer aided Hamas

Fonte: Gospel Prime


Nota: As notícias reproduzidas pelo site do Raciocínio Cristão ou suas mídias sociais (sejam elas cristãs ou não), são de responsabilidade de seus produtores. Sempre haverá o registro da fonte de origem da notícia no início ou final da mesma. O intuito de reproduzirmos as notícias em nossas mídias é disponibilizar aos nossos visitantes um atalho mais rápido a elas.

Notícias: Israel denuncia que dinheiro da ONU foi usado para patrocinar terrorismo
1 votos até agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *