Raciocínios: Georges Lemaître

Georges-Henri Édouard Lemaître

Teólogo (padre), engenheiro, físico, astrônomo, Lemaître propôs o que ele chamava de “hipótese do átomo primordial”, ou também conhecido como “ovo cósmico”, que posteriormente foi desenvolvida por George Gamow, e ficou conhecido como teoria do Big Bang.

Ele foi o primeiro a formular a lei de proporcionalidade entre distância e velocidade de afastamento das galáxias. A hipótese de Lemaître estipula que todo o universo (não somente a matéria, mas também o próprio espaço) estava comprimido num único átomo chamado de “átomo primordial” ou “ovo cósmico” e que essa matéria comprimida naquele átomo se fragmentou numa quantidade descomunal de pedaços e cada um acabou se fragmentando em outros menores sucessivamente até chegar aos átomos atuais numa gigantesca fissão nuclear.

Em 1966, internado em um hospital da Bélgica, Lemaitre recebe com alegria a notícia de que sua “Teoria do Big Bang” foi confirmada pelos experimentos de Arno Penzias e Robert Woodrow Wilson e era tida como a teoria padrão pela comunidade científica.chart

Este é o seu raciocínio:

Ele (o pesquisador cristão) sabe que coisa alguma em toda a criação foi feita sem Deus, mas ele sabe também que Deus em nenhum lugar assume o lugar de suas criaturas. Atividade divina onipresente em todos os lugares é essencialmente escondida. Jamais esteve em questão reduzir o Ser supremo ao posto de uma hipótese científica.

 

Talvez os próprios teólogos tenham alguma responsabilidade no mal-entendido que coloca a ciência contra a fé. Quando uma aparência de conflito se origina entre um ponto tradicional de ensino religioso e uma nova hipótese que começa a estabelecer-se com base em fatos, eles mostram uma tendência cômoda demais de esperar até o último momento, quando a hipótese seria definitivamente provada. Eles teriam feito trabalho muito mais útil investigando cuidadosamente esses pontos da doutrina que parecem levar a conflitos… De qualquer forma, sua cortesia inteligente seria muito apreciada nos meios científicos, e constituiria uma apologética do melhor tipo.

 

Fonte: 

As citações de Georges Lemaître foram traduzidas de J. R. Laracy, “The faith and reason of father George Lemaître,” onde foram incluídas conforme O. Godart & M. Heller, Cosmology of Lemaître, Pachart Publishing House, 1985. http://freewebs.com/kienitz/declara.htm#ref24

Raciocínios: Georges Lemaître
1 votos até agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *