Influências demoníacas – O que são? Quem é o influenciador? Qual seu objetivo? Somos influenciados? Como nos livrarmos delas?

O que é influência?

Influência: Poder ou Ação que alguém ou alguma coisa exerce sobre outro alguém ou sobre certos fatos ou negócios.

– Poder: A sociologia define poder, geralmente, como a habilidade de impor a sua vontade sobre os outros, mesmo se estes resistirem de alguma maneira.

– Ação: Tudo aquilo que se faz; Manifestação de uma força agente, ex: a ação das leis sobre a sociedade.

Influência, portanto, é quando alguém ou “algo” busca um objetivo e para consegui-lo, impõem sua vontade (poder) sobre os outros, usando se necessário de força (ação), mesmo que estes resistam contra essa vontade.

Quando pensamos em Poder e Ação, logo imaginamos coisas grandes e visíveis, mas esse poder e essa ação na maioria das vezes quando usados na influencia, são usados de forma sutil e despercebida, por isso, muitas vezes não percebemos.

Existem 02 tipos de influências: positiva e a negativa, mas neste artigo vamos entender mais sobre a influência negativa (maligna).

Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido. Lucas 12:2

qr code influencias demoniacas

Quem é o influenciador?

A Bíblia nos dá alguns relatos de quem é esse influenciador do mal, ou seja, o Diabo ou Satanás. Em diversas culturas que reconhecem a luta entre o bem e o mal, este ser maligno é retratado de várias formas e nomes, mas na tradição judaica-cristã o inimigo de Deus é chamado de Diabo ou Satanás. Para entender quem é o influenciador, primeiro temos que remontar suas origens, para isso, tem-se os textos de Ezequiel 28:12-19, Isaías 14:12-17, João 8:44.

O nome Lúcifer, (do hebraico הֵילֵל) que significa “Portador da luz“, “Estrela da manhã” ou “Filho da Alva” [1], era “talvez” o nome original de Satanás antes de sua rebelião contra Deus. Muitos teólogos porém, acreditam que “Lúcifer” não seja um nome, mas um título, sendo que o verdadeiro nome dele não nos foi revelado. O que a Bíblia informa são alguns adjetivos principais que são atribuídos a este ser após sua queda, como por exemplo Satanás (do hebraico שָטָן) que significa “adversário” [2], ou Diabo (do grego διάβολος) que significa “caluniador“, ou “acusador” [3].

Lúcifer era de uma classe de seres espirituais criados por Deus, chamada de Querubim. Os querubins são criaturas que estão sempre perto do trono de Deus, sempre sabem das vontades de Deus e Lúcifer era o maior entre os seres de Deus, tanto em poder, quanto em sabedoria e beleza, era perfeito e o responsável por levar a sabedoria de Deus aos outros seres criados, ou seja, esse ser era dotado de todas as capacidades (Ezequiel 28:11 em diante).

Mas, a Bíblia relata que Lúcifer se exaltou por conta desses atributos e autoridade que lhe foi confiada por Deus, então ele começou a adorar sua própria natureza como se fosse um deus e não só isso, ele usou a influência que tinha sobre os outros seres de Deus para colocar dúvidas neles sobre a soberania de Deus e de Seu reino.

Daí por diante ele começa a ser o Diabo (caluniador ou acusador) e Satanás (adversário, hostil ou encarnação do mal). Satanás então “multiplicou seu comércio”, ou seja, sua influência maligna sobre os outros seres de Deus e muitos desses acreditaram nele, ficando contra Deus.

Podemos pensar: mas como puderam ser influenciados?

Esses anjos influenciados podem ter visto alguma vantagem no que Satanás divulgava, lembrando que ele era dotado de toda sabedoria e que esses anjos já o conheciam bastante e o amavam como líder que ele era, além do que eles não sabiam ainda o que era a mentira.

A Bíblia relata que houve uma “multiplicação do comércio de Satanás”, isso significa que ele teve muito tempo para propagar sua influência e consequentemente teve muito tempo também para se arrepender, mas não se arrependeu e não pretendia se arrepender. Pelo contrário, conseguiu arrebatar 1/3 dos anjos junto com ele.

Que quantidade é essa 1/3? A Bíblia não relata a quantidade exata, mas na visão que o apóstolo João teve (Apocalipse 5:11-12d), ele relata ter ouvido a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos, e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares.

Se pensarmos que no céu existem milhões de milhões e 1/3 já havia sido expulsa junto com Satanás, então, sabemos que são muitos os que foram influenciados e que servem a Satanás.

Qual o objetivo dessa influência?

Satanás achou que poderia influenciar todos ou a maioria dos seres criados por Deus contra a soberania e majestade do Senhor, mas ele não conseguiu. Satanás queria adoração dos outros anjos, e ele conseguiria isso usando sua influência, ou seja, fazendo com que os anjos seguissem suas vontades, se ele conseguisse criar interrogações no entendimento deles a ponto de duvidarem do amor e justiça de Deus, então, ele conseguiria seu objetivo que era a adoração, pois quem aceita a sua influência, automaticamente dá autoridade pra ele, então começa a adora-lo mesmo que sem perceber.

Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo. Isaías 14:13-14

Somos influenciados?

Sim, mas isso não significa que temos que aceitar essa influência, pois temos o livre-arbítrio. Assim como aconteceu com os anjos caídos, acontece desde que o homem caiu em pecado. Os anjos caídos tinham também livre-arbítrio, mas preferiram continuar sendo influenciados por Satanás e fazer suas vontades e automaticamente o adorar.

Sabemos em Gênesis que Eva e Adão foram influenciados a fazer algo que contrariava a vontade de Deus e por terem aceitado essa influência demoníaca, o eles deram lugar a vontade de outro que não era Deus, e foram expulsos (assim como Satanás e seus anjos) do paraíso. Adão e Eva eram jovens, mas conhecedores dos mandamentos de Deus. Satanás então usou a mesma vontade que tinha de ser igual a Deus para influenciar a Eva e depois a Adão com o chamado “abrir os olhos”.

Como visto anteriormente, Lúcifer era conhecedor da vontade de Deus, estava perto de Deus e levava Sua sabedoria aos outros. Por isso, ainda hoje, Satanás usa essa “sabedoria aprendida” para o mal e por conhecer o agir do ser humano, usa sua influencia tentando desviar nosso foco da vontade de Deus e nos jogar contra Ele, da mesma forma como fez no princípio com Adão e Eva. Dessa forma, o Diabo tem o “espaço” para propagar a sua vontade de ser adorado, ou seja, quando somos influenciados por ele e aceitamos, estamos fazendo a vontade dele e assim, o adorando.

No decorrer da história humana, Satanás tem implantado sua influência demoníaca em vários ramos da sociedade, sempre de acordo com a época em que vivemos.

Por exemplo: quando Jesus veio a Terra e implantou seu ministério, surgiram os Cristãos que começaram a ser perseguidos por influência de Satanás, mas enquanto mais havia perseguição, mais crescia o movimento Cristão. Então, novamente Satanás usou a sua influência para desarticular esse crescimento, então no ano de 312 depois de Cristo, um imperador pagão (que adorava outros deuses) de Roma chamado Constantino, viu que não adiantava perseguir os cristãos e uniu o seu poder político com o da igreja, e daí por diante, começaram a ser colocadas coisas abomináveis na doutrina cristã sagrada e a igreja começou a dar lugar a costumes de pagãos e a vontade de Constantino, consequentemente a vontade de Satanás que agora não se preocupava em perseguir tanto os Cristãos, pois já havia influenciado a igreja para coisas abomináveis à doutrina sagrada de Jesus.

Depois de alguns anos, a igreja romana (aliada ao poder político) virou uma espécie de império e começou a perseguir novamente os cristãos verdadeiros que se opunham as doutrinas falsas dessa igreja. Imaginem que cristãos antes perseguidos, agora, perseguiam também seus próprios irmãos cristãos.

Vale lembrar que Satanás não faz tudo isso sozinho, ele conta com 1/3 dos anjos caídos que foram expulsos do céu com ele. Porém, ele é o líder desses anjos caídos, e a Bíblia retrata-os como “principados e potestades” (Efésios 2:2) que dá ideia de um ou mais príncipes e seus reinados com poderes. Então, são milhões de anjos trabalhando para que essa influência demoníaca seja implantada em todos os ramos da sociedade humana, cada um com sua função, fazendo o máximo para atingir seu objetivo.

Com o passar dos anos, no decorrer da história humana, Satanás vem influenciado a ciência, educação, história, política, religiões, costumes e culturas, as coisas naturais, sexualidade, artes, mídias (músicas, jornalismo em geral, TV, internet, meios de comunicações em geral), entre outros.

Lembre-se: Satanás é tão cheio de si que tentou influenciar o próprio Jesus (Lucas 4), por isso, pense no que ele não faria a um ser humano falho como qualquer um de nós?

Por que se livrar dessa influência?

Satanás e seus anjos vem tentando de todas as formas tirar a salvação do homem, pois o que resta a eles agora é um ato de desespero, já que sabem o que lhes aguarda, por isso, estão lutando com todas as forças para nos tirar também a salvação do homem e vem fazendo isso desde o princípio da criação (2 Pedro 2:4; Apocalipse 12:12).

Parece que antes da vinda de Cristo, essa influência demoníaca não era tão aparente ou digamos, era mais fraca. Mas quando o diabo viu que Jesus o havia derrotado na Cruz, mostrando a todo o Universo e Reino Espiritual o amor de Deus, que ele tanto duvidava, daí por diante sua luta contra tudo os que buscam à Deus ficou mais forte, como está escrito em 2ª Tessalonicenses 2:3-12.

Vivemos os últimos tempos da nossa existência terrena antes da volta de Jesus, por isso, os ataques de Satanás estão cada vez mais fortes e precisamos nos apegar mais em Cristo, fazer a vontade de Deus e nos desviar das influências malignas de Satanás.

Em Colossenses 1:13-23 Paulo nos mostra os motivos e o porque que devemos nos livrar dessa influência demoníaca:

O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;
Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;
O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,
E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.
A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis, Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.

Como nos livrarmos dessa influência?

a) Precisamos depender exclusivamente de Jesus Cristo

Ele e não nós que vai conseguir vencer toda influência maligna de Satanás.

Lucas 12:2 diz:

Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido.

Efésios 6:10 em diante afirma:

Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revestindo-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a Armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.

A Palavra de Deus diz que nós pertencemos a Jesus Cristo e não ao diabo, a mesma palavra diz que Jesus Cristo nos fez, Ele juntamente com o Pai e Espírito Santo nos fizeram. Mas não somente isso, Ele nos criou e não nos deixou sozinhos, Ele nos sustenta e sustenta todo o Universo.

b) A realidade só pode ser encontrada em Cristo

Tudo fora da pessoa de Jesus Cristo é falso, é errado, é sem significado, não tem razão, é absurdo, é insano. Assim também é a vida vivida fora de Cristo – Não há significado viver em um mundo irreal, uma ilusão. Olhe ao redor para seu mundo, atente-se para o que você vê, tudo é uma vã ilusão. Desde os negócios, os meios de comunicação, propagandas, tudo é uma ilusão – tudo isso passará. Ontem eu nasci hoje estou aqui, amanhã estarei morto e o mesmo pode ser dito de qualquer pessoa.

E perseguir qualquer coisa, exceto o que seja eterno, é absolutamente insano. Dar-se por aquelas coisas que passarão é um absurdo. Viver por qualquer outro que não seja Cristo, é tirar a si mesmo da vontade e da aprovação de Deus.

Mas há algo que você precisa entender sobre Deus pai:

1) Seu filho é tudo para Ele.

2) Tudo que Deus fez, fez para Seu filho.

3) Ele criou o Universo e o mundo em seu filho e revelou-se a Sí mesmo para o mundo através de Seu Filho.

4) Ele redimiu o mundo através de Seu Filho.

5) Ele julga o mundo através de Seu Filho.

6) Ele fez tudo para glória de Seu Filho.

Você mesmo pode se perguntar quem é seu deus com apenas uma pergunta: Sobre o que eu mais penso? Ou seja, o que preenche meus pensamentos na maioria das vezes? 

– Olhamos mais para nossa própria imagem no espelho do que para Cristo?

– Nos preocupamos mais com as coisas deste mundo do que nos preocupamos com Cristo?

É seguro afirmar que Cristo é o mais importante em cada pensamento de Deus. E Cristo é o mais importante nos pensamentos de cada ser que existe na morada do céu. Isso se prova no texto que lemos anteriormente: “pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste.

Essas palavras “Ele criou tudo, tanto o que é visível quanto o que é invisível” mostra um de nossos grandes problemas:- Confiamos em nossos olhos, em nossos sentidos, mais do que confiamos na Palavra de Deus;

– Vivemos baseados no que podemos ver, no que podemos sentir;

– Vivemos baseados no que outro ser humano nos diz;

– Confiamos mais nas influências malignas que nos tiram a visão da realidade.

Assim, não percebemos que esse “mundo invisível” é mais real do que este mundo que podemos ver.

A realidade é o que Cristo estabeleceu. Porque um dia, tudo isso passará como um vapor, como um pedaço de pano que será enrolado e jogado fora, ou como madeira seca que será queimada. E neste dia, saberemos o que é verdadeiramente real e a Palavra de Deus será confirmada. Alguns de nós se alegrarão nisso, mas muitos outros perceberão que viveram por uma coisa errada.

O mundo tem-se levantado contra Deus, usando leis, ações malignas e perversidades de todo tipo. Os homens lutam com toda sua mente contra Aquele que é a única verdade. Cada um faz o que é certo aos seus próprios olhos, sob domínio das influências demoníacas.

Mas Deus aconselha a homens grandes e pequenos que beijem seu Filho, que se reconciliem com o Filho, que adorem o Filho. Isso é o que Deus ordena ao mundo, isso é o que Jesus ordena ao mundo.

Porque muitos não conseguem se livrar das influências demoníacas?

Porque se tornaram insanos!

Quando o ser humano degrada-se si mesmo, na verdade, quando uma pessoa nem mais vive por ela mesma, mas vive para o trabalho, vive por dinheiro, vive para sua própria beleza, pela reputação e opiniões dos outros, ou o que é mais triste ainda, vive para acumular coisas… ela está aceitando a influência maligna sem colocar barreiras, está se entregando a insanidade de viver sem Jesus.

Em 1ª João 2:17 diz que o mundo está passando, em outra tradução original do grego diz que o mundo está sendo empurrado, como um grande trator que está empurrando as coisas deste mundo para um desfiladeiro. E apenas o homem que faz a vontade de Deus permanecerá para sempre.

A Bíblia nos manda ser muito específicos na nossa maneira de viver, pois ela diz: “quer comais, quer bebais, ou fazeis qualquer outra coisa, fazei tudo para Glória de Deus”. Se alguém entende essa verdade, isso criará grande convicção.

Se nós honestamente avaliarmos nossas vidas, saberemos duas coisas sobre nós mesmos, e elas são: 

1- Não temos amado a Deus de todo o seu coração, de toda sua alma, de todo seu entendimento e de toda nossa força;

2- Não temos glorificado a Deus em todas as coisas em um grau de perfeição.

Algumas pessoas dizem: “eu sei que tenho quebrado algum ou alguns dos 10 mandamentos, mas até nisso mostram que não entendem nada. Na verdade, todos nós temos quebrado todos os 10 mandamentos.

Mas há algo ainda pior, algo muito maior que temos feito contra Deus:

Não temos amado Ele, não o temos Glorificado, e, embora o conheçamos como Deus, não O glorificamos como Deus, nem damos graças. Mas nos voltamos contra a glória de Deus e nos tornamos amantes de nós mesmos, mais do que amamos a Deus, e amamos mais os prazeres que amamos a Deus.

1 João 2:23-24:
Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai. Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai.

O que dissemos para nós mesmos a fim de nos justificar: “Eu tenho religião, eu sou uma pessoa religiosa, sou uma pessoa de igreja, mas, nada disso nos ajudará. Nada disso vai nos dar a vida.

Nada disso vai tirar o nosso pecado.

– Somente em Cristo.

– Não uma ideia, não um conceito, nem meramente uma doutrina.

– Mas a pessoa de Jesus Cristo.

– Crucificado pelos pecados dos pecadores.

– Levantado da morte pelo poder de Deus.

– Assentado a direita da Majestade nas Alturas.

– Reinando para todo sempre.

– Ele é capaz de salvar os piores de todos que venham para Ele.

– Esse é Jesus, que faz todas as coisas novas e boas.

– O único diante o qual todo o universo, tudo que é visível ou invisível se prostra.

Por isso, é melhor acordar agora enquanto a salvação ainda está sendo oferecida e ser curado pelo filho de Deus do que ser dominado pelas influências demoníacas e morrer, para depois ser acordado naquele grande dia final, o qual já será tarde demais.

Quando vivemos em Cristo, nenhuma influência demoníaca poderá tirar-nos a visão, podemos viver neste mundo tenebroso, mas não somos mais parte dele, seremos luz para o mundo, para aqueles que convivem conosco. Eles verão a santidade de Cristo em nós. E novamente Deus deixa para você decidir:

Quer continuar sendo influenciado por Satanás e adorá-lo fazendo suas vontades ou aceitar a Cristo em tudo que Ele representa, para assim receber a vida eterna, que Satanás e seus demônios perderam?

Jesus já fez a escolha dEle por você. Você já fez a sua?

 

Referências

[1] Bible Hub – heilel [link]

[2] Bartleby – Lucifer references [link

[3] Online Etymology Dictionary – Devil references [link]

Imagem fonte: reprodução Google

Influências demoníacas – O que são? Quem é o influenciador? Qual seu objetivo? Somos influenciados? Como nos livrarmos delas?
1 votos até agora

Um comentário em “Influências demoníacas – O que são? Quem é o influenciador? Qual seu objetivo? Somos influenciados? Como nos livrarmos delas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *